Apostando nos lucros da loteria

<
>
  • Relatório da consultoria XP mostra situação financeira do futebol brasileiro entre os anos de 2020 e 2021


    Qual clube do Apostando nos lucros da loteria mais gastou com salários, encargos, direitos de imagem e premiação ao elenco durante o ano de 2021? E quem foi na contramão e mais reduziu tais despesas em comparação aos números de 2020? O material elaborado e disponibilizado pela consultoria XP mostra um cenário atualizado das finanças dos principais times do país. E com surpresas.

    Atual bicampeão da Conmebol Libertadores, o Palmeiras lidera o ranking dos clubes que mais gastaram dinheiro. De um ano para o outro, o Verdão saltou de R$ 359 milhões para R$ 555 milhões, um acréscimo de R$ 196 milhões em custos do futebol profissional.

    Tais números deixam o Alviverde como líder isolado do ranking, já que o segundo que mais incrementou gastos foi o Red Bull Bragantino: R$ 84 milhões a mais, ao pular de de R$ 101 milhões para R$ 185 milhões entre 2020 e 2021. O top 5 fica completo com Fluminense (R$ 82 milhões), Atlético-MG (R$ 71 milhões) e São Paulo (R$ 57 milhões).

    Mas há diferença entre esses clubes. Palmeiras e Bragantino, apesar de gastarem bem mais em 2021 do que em 2020, ainda estão abaixo da média, o que os deixa em situação financeira confortável e sem aumentar dívidas de maneira desenfreada. Ambos, pelo que faturaram nos últimos meses, ainda têm uma margem maior de investimento para crescer em 2022. O Verdão, por exemplo, arrecadou R$ 911 milhões no ano passado.

    Já Atlético-MG, São Paulo e Inter estão justamente do lado contrário da corda, pois seus gastos em 2021 estão acima do que arrecadam, o que representa uma situação financeira descontrolada, que pode ser algo negativo para o futuro. O Galo, por exemplo, foi de R$ 315 milhões de gastos para R$ 386 milhões, enquanto o Tricolor paulista cresceu de R$ 306 milhões para R$ 363 milhões. O Flu saltou de R$ 161 milhões para R$ 243 milhões.

    Gastar mais de um ano para o outro, como mostram os clubes citados e muitos outros, é uma tendência do futebol brasileiro atual. O relatório feito pela consultoria Convocados, em parceria com a XP, aponta um crescimento de 11% de gastos de 2020 para 2021. Em valores reais, os 26 clubes analisados torraram, juntos R$ 4,3 bilhões, mais do que os R$ 3,9 bilhões da temporada anterior.

    Veja abaixo a tabela de gastos dos clubes:

    "Sem crescimentos de receitas (alta de apenas 1% em 2021), os clubes precisam cortar custos. E os gastos com remuneração seguem abaixo dos 60% das receitas, o que indica que estão gastando com outras atividades”, avalia Cesar Grafietti, sócio da consultoria Convocados.

    Mas há quem nade na contramão. O Cruzeiro, por exemplo, é o líder do ranking dos times que mais reduziram gastos de 2020 para 2021. Muito por causa do rebaixamento à Série B, o time mineiro tinha despesas na casa de R$ 221 milhões em um ano e as diminuiu para R$ 175 milhões, um enxugamento de R$ 46 milhões.

    Internacional (R$ 40 milhões), Goiás (R$ 35 milhões), Botafogo (R$ 20 milhões) e Vasco (R$ 18 milhões) também passaram pelo mesmo fenômeno. Entre os grandes clubes, vale o destaque também para o Corinthians, que enxugou as contas em R$ 10 milhões e também entra na lista dos que conseguiram, de um jeito ou de outro, gastar menos dinheiro em 2021 do que em 2020.

    Outro destaque positivo vale para o Santos, que até 2020 tinha 82% de suas receitas comprometidas com o pagamento de folha salarial. Tal número caiu para 41% em 2021, o que dá maior segurança à administração do clube.

    Vale lembrar que, por regras da Uefa, clubes europeus só podem usar no máximo 70% do que arrecadam com salários, taxas pagas a empresários e transferências. É uma forma de manter a sustentabilidade financeira e evitar graves crises.

    Veja abaixo quem opera no azul ou no vermelho:

    Veja abaixo quem gastou mais e quem gastou menos entre 2020 e 2021:

    Quem subiu gastos

    Palmeiras - R$ 196 milhões

    Red Bull Bragantino - R$ 84 milhões

    Fluminense - R$ 82 milhões

    Atlético-MG - R$ 71 milhões

    São Paulo - R$ 57 milhões

    Flamengo - R$ 53 milhões

    Fortaleza - R$ 46 milhões

    Cuiabá - R$ 44 milhões

    América-MG - R$ 42 milhões

    Chapecoense - R$ 33 milhões

    Atlético-GO - R$ 33 milhões

    Ceará - R$ 25 milhões

    Juventude - R$ 18 milhões

    Grêmio - R$ 17 milhões

    Athletico-PR - R$ 17 milhões

    Avaí - R$ 12 milhões

    Sport - R$ 8 milhões

    Quem reduziu gastos

    Cruzeiro - R$ 46 milhões

    Internacional - R$ 40 milhões

    Goiás - R$ 35 milhões

    Botafogo - R$ 20 milhões

    Vasco - R$ 18 milhões

    Corinthians - R$ 10 milhões

    Santos - R$ 8 milhões

    Bahia - R$ 3 milhões

    Coritiba - R$ 3 milhões

    | Futebol Ao Vivo Online | | Free Online Slots | | Sites que fazem dinheiro | | Apostas de futebol do Brasil | | Apostas na Internet de futebol | | Melhores casas de apostas do Brasil | | Mineração de bitcoin | | Betano apostas esportivas | | Site de aposta de jogos | | Códigos de apostas | | Caça-Níqueis | | Recomendações de apostas para a Copa do Mundo | | site de apostas online | | Cassino Online | | Safest Betting Sites | | Dicas de apostas de futebol hoje à noite | | AFUN - Plataforma de apostas esportivas | | site de apostas online | | AFUN - Apostas esportivas online | | Apostas Esportivas | | Copa do Mundo | | Futebol Ao Vivo Online | | Mega Sena | | Lucros das apostas esportivas | | Apostas desportivas online | | Apostas Futebol | | Lucros das apostas esportivas | | Apostas na Liga de Futebol | | Aposta esportiva | | Melhores Sites de Apostas Esportivas 2022 |