Apostando nos lucros da loteria

<
>
  • Dirigentes se mostram inconformados com o excesso de erros de árbitros em diferentes partidas das divisões do Campeonato Apostando nos lucros da loteriaeiro


    Três meses após ser eleito presidente da CBF em meio a um discurso de unidade das federações e reformulação, Ednaldo Rodrigues começa a encarar o incômodo de boa parte daqueles que o levaram ao comando do futebol nacional. O motivo que une cartolas de diversos estados é o desconforto com o departamento de arbitragem.

    Após um fim de semana de erros e gritaria de torcidas, dirigentes de clubes e opinião pública, Ednaldo amanheceu na última segunda-feira (20) com dezenas de mensagens em um grupo de WhatsApp mantido para a comunicação entre os presidentes de federações.

    A cobrança era clara. O courtshipconnection.com teve acesso ao diálogo entre os dirigentes.

    "Estamos apanhando muito por conta da arbitragem nacional por teimosia, miopia cerebral (se é que existe isso), impermeabilidade à osmose de idéias, soberba e nenhuma mudança conceitual e estrutural no segmento. Há tempos que venho pontuando a necessidade de um debate sobre o assunto e que possa nortear um processo de mudanças e abandonar de vez o show de ilusionismo há anos implantado e enganando a muitos. Muito glacê e pouco bolo! Perguntem aos árbitros de suas federações se estão satisfeitos com o sistema. Pode ser que eu seja o equivocado. Continuemos no silêncio, fazendo parte da plateia oferecendo aplausos por mera conveniência ou delicadeza", escreveu o presidente da Federação de Futebol do Rio de Janeiro e vice-presidente eleito da CBF, Rubens Lopes, então aliado de primeira hora de Ednaldo na eleição de março.

    O desabafo de Rubinho, como o cartola carioca é conhecido, foi a senha para que outros colegas demonstrassem a insatisfação geral com o momento da arbitragem no futebol nacional.

    "As alegações de Rubens são, acredito, consenso", endossou o presidente da federação pernambucana, Evandro Carvalho.

    "É fundamental para o desenvolvimento da arbitragem um encontro presencial entre a Comissão Nacional e as comissões estaduais a fim de esclarecer critérios para escalas, plano de formação das escolas (de árbitros), padronização dos treinamentos, etc. A capacitação precisa ser regular, não aqueles treinamentos de uma semana em Atibaia (SP) onde gasta muito e pouco se aproveita", ressaltou Gustavo Vieira, comandante da federação capixaba.

    "Esse é o único caminho viável. E que o plano contemple tudo. Como vai formar? Como será o acompanhamento? Quais os critérios para a escala? Não dá para árbitro estar errando e sendo escalado", reclamou Felipe Feijó, da federação alagoana.

    "Temos que tomar medidas", cobrou André Pitta, comandante da federação goiana.

    Os presidentes Mauro Carmélio (Ceará), Luciano Hocsmann (Rio Grande do Sul), Ricardo Lima (Bahia), Milton Dantas (Sergipe) e Roberto Góes (AP) também participavam do debate e faziam coro às cobranças por melhorias na comissão de arbitragem.

    O presidente da federação do Maranhão, Antônio Américo, pediu um tempo para que a comissão melhorasse e sugeriu que fosse dado um "crédito" ao comando da arbitragem. Rubinho discordou.

    "Quero discordar, com todo respeito. (...) Trocamos as cadeiras e continua a mesma coisa. Anos e anos e não mudou nada. A gente troca só a pessoa. (...) Parece que a preocupação deste segmento é só fazer escala. Todo mundo está vendo que só escalam aqueles com os melhores escudos, graduações. E depois diz ‘era o melhor que eu tinha’. Enquanto isso, a equipe de baixo não treina, não aprende. Essa história de dar crédito... estou cansado. Tem que dar crédito acompanhado de conteúdo, projeto, programação, discussão, debate. (...) Hoje a porrada tá comendo em cima do VAR. Como que nós vamos responsabilizar aquele camarada que não tem competência para isso? Que aprendeu em 15 dias, não treina. Nos 27 estados, onde tem treinamento de VAR? Em que campeonato? Em que lugar? O que tá se fazendo é expor pessoas, profissionais, instituições", argumentou o cartola carioca.

    Horas depois, o maranhense Antônio Américo compartilhou a notícia do courtshipconnection.com que revelava a decisão de Ednaldo e do presidente da comissão de arbitragem, Wilson Seneme, por mudanças e reforços no setor. Nem isso diminuiu o tom dos incomodados cartolas.

    "Que dia vai ser o encontro para começar a se conversar e debater a arbitragem?", questionou Rubinho, deixando claro que somente a colocação de novos profissionais na comissão não cessaria as manifestações.

    Integrante do grupo, Ednaldo Rodrigues não comentou a discussão dos cartolas estaduais. Pressionada, a Comissão de Arbitragem da CBF acelerou o anúncio de mudanças e anunciou, em nota, que "“apresentará o projeto de trabalho e os novos integrantes do grupo, nesta quarta-feira (22), na sede da entidade, Barra da Tijuca, Rio de Janeiro. Representantes dos clubes e das federações estaduais estão convidados".

    | Futebol Ao Vivo Online | | Free Online Slots | | Sites que fazem dinheiro | | Apostas de futebol do Brasil | | Apostas na Internet de futebol | | Melhores casas de apostas do Brasil | | Mineração de bitcoin | | Betano apostas esportivas | | Site de aposta de jogos | | Códigos de apostas | | Caça-Níqueis | | Recomendações de apostas para a Copa do Mundo | | site de apostas online | | Cassino Online | | Safest Betting Sites | | Dicas de apostas de futebol hoje à noite | | AFUN - Plataforma de apostas esportivas | | site de apostas online | | AFUN - Apostas esportivas online | | Apostas Esportivas | | Copa do Mundo | | Futebol Ao Vivo Online | | Mega Sena | | Lucros das apostas esportivas | | Apostas desportivas online | | Apostas Futebol | | Lucros das apostas esportivas | | Apostas na Liga de Futebol | | Aposta esportiva | | Melhores Sites de Apostas Esportivas 2022 |